sexta-feira, 31 de julho de 2009

Sobre Cavaleiros do Zodíaco, Meninas de 17 Anos e Hare Krishnas




Quando era criança, existia uma brincadeira feita em um papel que começava com a idade que você ia casar.
Para meu espanto, lembrei hoje mais cedo que a idade que eu sempre colocava era 23.
Hoje vejo o quanto era uma criança sem noção, não tinha calculado que aos 23 anos ainda estaria na faculdade e seria um simples estagiário ainda moraria com a minha mãe e usaria all star.
A vida adulta sempre foi uma constante na minha cabeça de criança.
Isso claro após as dezenas de reprises dos Cavaleiros do Zodíaco, Chegando finalmente aos 23, olhando para as coisas que conquistei (sim, aqui posso ser dramático) e as que as que ainda não alcancei, me bate certo medo.
Quando deixei de ser adolescente e passei para a vida adulta!?...não consigo encontrar o ponto correto.
Nunca tive as famosa fases de "oborrecente", nunca tive vontade de fugir de casa e morar com hare Krishnas, hippies ou fãs de guerras nas estrelas ou tingir todas as minhas roupas de preto e escrever nas paredes do quarto "aqui Lúcifer manda!!!".
No meu estágio, tenho como colegas pessoas que teoricamente deveriam está vivendo uma fase como à descrita a cima.
Para minha surpresa alguns agem como se soubessem mais da vida do que eu.
Fico pensando será que assistir DIGIMON e a leitura de Harry Potter atrasaram a minha vida!?Enfim, me assusto em falar de relacionamentos com uma menina de 17 anos, e perceber que ela saca mais as coisas do que eu.
Não importa em que momento eu me tornei adulto.
Sei que casamentos, arranjos ou "juntar os trapos", são coisas que nem passam pela minha cabeça.
No momento as coisas e sonhos de criança não fazem mais sentindo nenhum.
Uma pena por que poderia jurar que em 2008 viveríamos com ajuda de robôs e computadores.



Só uma dúvida fica....Como eu faço para me juntar aos Hare Krishnas!?

terça-feira, 28 de julho de 2009

SOMBRAS


Que na sombra que me encontro hoje
Com minhas próprias frustrações atravessem
Meus pensamentos e tire de mim as
Sobras que ficaram de você.....

Que sua ausência seja insignificante
Para meu coração,
Que a escuridão que hoje se encontra minha alma
Possa ser maior do que sinto por você.......

Você fez meu coração chorar,porém
Com ele aprendi que a sombra do medo de te perder
Rondava minha vida sendo então substituída pelo vazio da minha
Alma calada emudecida por você....

Meu coração hoje se encontra ferido
E sei que esses ferimentos deixarão marcas
Cicatrizes que aos poucos vão se infiltrar em meu interior....

Não te quero ter em mim ,como faço para arrancar você de
Meus pensamentos?
Talvez a sombra me ajude ......
Pois com ela curto a dor de te perder.....
Saberei também que te perdi não porque fui
Incapaz de te fazer feliz
Mais sim por vc ter sido incapaz de receber
a felicidade que eu tinha pra te dar.......
felicidade esta que vaga pela sombra e caminha na escuridão.......

domingo, 26 de julho de 2009

UM MÊS SEM MICHAEL



I MISS YOU!!

Ontem fez um mês que Michael nos deixou,mais viverá para sempre em nossas lembranças e em nosso corações,através de suas magnificas canções.

É SÓ ESQUECER


Acreditar em destino,
encarar a realidade,
levantar a cabeça,
sacudir a poeira,
dar volta por cima,
viver a vida,
esquecer, esquecer, esquecer...

Quanto tenho ouvido isso!
Parece fácil,
até mesmo possível.
Não chega ser um problema,
mas pronto para ser solucionado.
É só tentar e conseguir.
Mas como?
Se não tenho feito outra coisa.

É só esquecer
nossos encontros,
nossos carinhos e afagos,
a entrega de almas
e de corpos,
as palavras, as promessas
e também a ternura que
nos uniu por tanto tempo.

É só esquecer
que fomos um do outro
sem obstáculos,
sem barreiras,
sem empecilhos,
nos tornando cada vez
mais queridos.

É só esquecer
que não nos lembramos
que em algum dia do calendário
nos tornaríamos diferentes,
tentaríamos ser amigos
e que eu talvez não conseguisse.

É só esquecer
que dediquei
muito da minha vida,
tanto da minha esperança,
tudo do meu coração
à alguém que não compreendeu
a grandeza desse amor
que foi maravilhoso
enquanto durou e
que agora me resta
só esquecer...esquecer...esquecer...

quarta-feira, 22 de julho de 2009

QUERO SER A NOITE


Já não me basta este corpo de carne
E já me doem lembranças desta vida
Eu quero ser a noite, em todo seu esplendor
Quero ser o céu escuro que te cobre nas noites sem lua
Já não me basta esta beleza limitada
Essas paixões de memórias
Este corpo de vida curta
Não quero ser lembrada
Não quero ser esquecida
Não quero estar aqui
Eu quero ser
Apenas ser
E sempre ser
Eu quero que me sintas, me toques, me vejas
E eu não estarei lá
Não quero estar ao teu lado para que apenas assim penses em mim
Eu quero ser a noite, em todo seu esplendor
A noite de beleza eterna
Quero ser a brisa que te toca todas as manhãs
Que te traz noticias de além mar
Eu quero ser o manto negro que te cobre ao final de todas as tardes
Eu quero ser a noite
Quero ser para sempre.

terça-feira, 21 de julho de 2009

ETERNAMENTE AMAREI VOCÊ


Eternamente amarei vc!!!
mesmo que essa chama se apague,
mesmo que meu castelo desabe,
mesmo que eu não mais exista,
eternamente amarei vc...
a cada pulsa do coração,
cada calar de emoção,
eternamente amarei vc!
mesmo que por amor venha a morte me render,
Eternamente amarei vc!

SENTIMENTO CALADO





AS VEZES MIM SINTO NUM ENORME VÁZIO,ESTOU NUM ABISMO PERTO DE CAIR,PEÇO SOCORRO!!
ESTOU SÓ, COMO SEMPRE SÓ!!

Penso que já não há solução e que só pra mim o mundo vira as costas.
É a tristeza que habita em mim quando estou sozinha.
É a coragem que desaparece quando vem o medo
É a confiança que se foi pela decepção.
É o passado que não me sai da mente, esta colado a alma.

Chorar é lindo, pois cada lágrima na face
são palavras ditas de um sentimento calado.
As lágrimas não dói...
O que dói são os motivos que fazem elas cairem.

domingo, 19 de julho de 2009

SOLIDÃO A MIM CONDENAR


Solidão veio pra ficar
Em meu peito morar
Pra jamais se apagar
O amor que sinto por ti

Comigo ela sempre estará
Se você não está
Levarei sempre aqui dentro
Todo este tormento

Cresce a cada dia
Esta saudade sadia
Enquanto houver saudade
Junto dela sempre haverá
A solidão a me condenar.

TER UM AMIGO, É TER UM TESOURO

FELIZ DIA DO AMIGO



Diante dos amigos somos nós mesmos,
deixamos vir à tona nossos pensamentos a respeito das coisas da vida,
nos mostramos como verdadeiramente somos.

Há amigos que nos ensinam muito,
nos fazem enxergar situações
que às vezes não percebemos o seu real sentido,
compartilham a sua experiência conosco,
nos falam usando da verdade que buscamos encontrar.

São eles também que nos chamam a razão,
chamando a nossa atenção quando agimos de modo contraditório,
que nos dizem coisas que não queremos ouvir aceitar, compreender.

Ao longo de nossa vida muitos amigos passam por ela
e nos deixam saudade, mas também deixam
a recordação de tudo que foi vivido.

É na amizade verdadeira que encontramos sinceridade,
lealdade, afinidade, cumplicidade, simplicidade, fraternidade.
Amigos são irmãos que a vida nos deu para caminhar conosco
ao longo da nossa jornada espiritual, extrapolando os limites do tempo, continuando quando e onde Deus assim o permitir.

Obrigado pela sua amizade!
Tenha um feliz dia do amigo !

terça-feira, 14 de julho de 2009

DEUSA DE NEGRO


Surges bela como uma deusa
no teu negro profundo e triste,
iluminando a escuridão por onde passas
com o teu brilho inigualável.
A tua face carregada esconde um mundo secreto de pensamentos inatingíveis,
revelados em pequenos fragmentos deixados para trás.
São nesses fragmentos que encontro o meu refúgio,
Onde me revejo sem ser,
Me transformo em mim, nas incertezas que sou…
E assim continuo, procurando cada bocadinho teu,
na esperança que vivas um sonho partilhado,
que eu jamais posso viver.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

VERSOS GÓTICOS


Em uma lápide chorosa
Encontrei lembranças esquecidas
Faces depressivas
De um amor mal amado
Escrito num livro amaldiçoado
Linhas que vertem o sangue mais inocente
Arrancado com as unhas negras Lentamente
Páginas rasuradas
Com versos que se perdem no tempo
Muitas estão queimadas
Outras se tornaram meu tormento

Versos góticos
Sonhos utópicos
Apagados e admirados
Arte bela fúnebre
Mal compreendida
Vidas sem Alma
Lágrimas e partida

Em busca de um abraço
Que transmita um pouco de paz
Um pouco de alegria
Que faça esquecer
Esta melancolia
E silenciar os fantasmas
Que cantam lembranças
Sufocam esperanças
De que um dia Você esteve aqui.

SOZINHA



De alma morta....
Face sedutora com o ar gélido da escuridão...
Sinto o sangue frio que corre em minhas veias,nos túmulos dos sonhos nas covas frias dos pensamentos...
Sozinha na encruzilhada do meu destino,esperando ainda meu Anjo Negro...
Esperando-te nas sepulturas do meu destino...

ANJO SOLITÁRIO



Sou apenas um anjo solitário...
Que chora em seu quarto obuscuro e frio...
Sinto a tua falta...
Perder a vontade de viver...
Sem tu estares comigo...
Choro,choro....
Tento-me suicidar...
Mas nada adianta...
Solitária em meu quarto...
Que reserva segredos escondidos por detrás...
Sou apenas mais umm anjo solitário

ROSA GÓTICA



Oh! Rosa gótica.
Oh! Minha amada.
Com teus espinhos você envenena meu coração.
Agora eu sinto uma grande paixão.

Tua pétala me encanta.
Hipnotiza-me.
Amo-te.
Minha doce querida.

Oh! Minha rosa gótica teu perfume és doce.
Tão fascinante...
Tão diferente...
Tão permanente...

Tu plantas a semente do amor.
Em minha doce dor.
De não tê-la.
Minha esposa.

Serei feliz do teu lado.
Eu te amo.
Oh! Minha rosa.
Gótica...

AMANHECER


Não gosto da distância
Não gosto do que nos separa
Não gosto do medo
Que lhe faz levantar portas
Que querem me deixar de fora
Também tenho medo
Mas é o medo de perder
Medo que me faz mergulhar
No frio da madrugada
Vivendo além do limite
Aonde tempo e espaço
Não importam
Somos desejo e fantasia
Antes e depois da aventura
Toda noite é assim
O cansaço chega devagar
Olhos ressecados
Declínio do êxtase
Mas você do meu lado
Apenas com alma e amor
Faz-me demasiadamente feliz
O escuro e suas palavras
Me confortam
Todas as noites
Apagar meu desejo
Desligar-me do mundo
A tela se fecha e por detrás
Ficam os sonhos mal sonhados
A felicidade almejada
Perdidos na distância
Nosso mundo de rosas
Sem perfume
Morre a cada fim de noite
Seu olhar de luz se esvai
Desfazendo se em nebulosa
Restando a saudade e os vícios
No fim o silêncio
O profundo e eterno silêncio
Que é o mundo longe
de você...

quarta-feira, 8 de julho de 2009

É SÓ INSEGURANÇA



Me machuca mais forte
Assim ainda não é suficiente
Pois se achas que me faz sofrer com sua indiferença
Ledo engano meu amor

Vem me causar o pior que puderes
Ainda te espero inutilmente
Por fraqueza, por meus medos
De não ser mais usada por ti

Ocupa essa vão em meu peito
Pois acredito já não poder mais sentir
Quando eu mais esperava
O quanto mais me fizestes chorar

Repara ali, onde não há mais vida
O que me causastes, os pedaços de mim
Tão pouco importantes pra ti
Tão pequenos para tentar juntar

Capaz de mover montanhas por você
Agora meu amor é anestesiado
Por certa vez não ter sido amado,
Retribuído pelo que passou

Mentiras de mim mesma para mim
Me iludindo que ainda posso aguentar
O descaso que me faz parar, cair
Por perder o que nem pude conquistar.

PERDIÇÃO



Sussurros perdidos, destinos quebrados
Em uma noite vaga eu vago
E nesta floresta de árvores mortas
Cercada pelo pesar da verdade
Eu me rendo
Com nada além de arrependimento nas mãos

Perdi o meu mundo
Vítima da obscuridade
Guiada por uma estrada errada
Sem pena, sem dó, sem perdão
O sofrimento que cabia a nós
Se acabou
Não sinto nada, nem mesmo a dor da solidão

A vida me ordena que lute
Mas acredito ser tarde demais
No instante da morte não existe voltar atrás
Em sua frente eu despenco
Mergulho num poço de realidade
Da onde, aprisionada,
Lhe direi adeus.

MINHA DOR


Um mundo inteiro a minha volta...
E só quem parece despencar sou eu.
De todos os destinos o mais sem sentido...
É o meu
Enganos pelo caminho, eu me perdi.
Poucas palavras tão previsíveis...
Foram suficientes para me ferir.
E novamente posso ser rendida...
Pois você rachou minha vida.
E quem quebrou fui eu....
Me feres com palavras
Quando tudo que eu mais precisava
Era um abraço seu.....

AO MEU AMOR



Enquanto eu puder ouvir tua voz.
Enquanto tuas mãos me tocarem.
Enquanto teus braços me envolverem.
Enquanto teu olhar mexer com as batidas do meu coração.
Enquanto eu me arrepiar com tua aproximação.
Enquanto a distância entre nós causar dor.
Enquanto ainda existir o amor.
Tudo basta.
Tudo passa.
Tudo muda.
Tudo suporto.
Com tudo me importo.
E se algum dia ainda restarem incertezas
estarei ao seu lado pra dizer
que sem seu amor tenho certeza
que de nada valeria viver.

HOJE CHORO PELO DESTINO




Hoje eu choro,
Choro por nós dois.

Por nossos planos afundados
Por nossa amizade acabada.
Por que acaso do destino isso aconteceu?
Quem pos a mão para fazer isso?


Então choro de novo,
Por que estou sem você.
Numca mais será a mesma coisa
Como eu gostaria de voltar no tempo,
Para consertar o que eu não fiz
O que não fizemos.

Destino cruel!
Porque acabaste conosco???

OLHOS


"E assim começa o limiar de um pensamento... um monólogo secreto largado ao vento... em palavras ensurdecedoras de agonia... de lágrimas vazias... sentidas e frias...que sem amor próprio caem em constante flagelo... desta alma que te fita com seus olhos de gelo..."

MEU AMOR MORREU..............


Sangra meu coração,
há lágrimas nos meus olhos.
Será sempre assim agora,
minutos, anos afora...
eterna solidão!
Não mais o seu calor,
somente dor!
Inesperadamente,
meu amor morreu!
Como seguir vivendo?
Ninguém responde.
Não há resposta, eu sei,
perguntei por perguntar,
só pra falar...
Preciso ouvir ao menos
o som da minha voz,
vencendo este silêncio atroz...
Impossível viver sem amor!
Neste mundo tudo ama...
Há sempre um coração que chama
por outro coração.

Ninguém pode viver em solidão.
eu só. Somente eu...
Apenas meu corpo vive,
minha alma no espaço se perdeu,
porque...porque meu amor morreu...

UM ANJO A MIM ESPERA


Não sei explicar o que sinto muito menos o que penso,
Não sei mais quem eu sou, muito menos quem fui
Não sei se amo, ou se apenas vivo
Não sei como posso explicar todas as coisas que vejo,
Sinto-me cada vez mais distante de mim
E mais perto de você, ou do fim

Os dias passam e eu já não os vejo passar,
As pessoas sofrem e eu sofro junto,
As minhas lagrimas percorrem em minha alma,
E meu corpo, implora pelo teu

Minha alma decaida chora e
Quando a noite chega, vago pelos cantos
Procurando alguma solução
Mas sempre volto ao meu ponto de partida
Não vejo outra saída a não ser implorar pelo teu amor

Procuro os teus olhos no meio da multidão,
Infelizmente não acho e nunca vou achar,
Porque meu anjo fostes embora?
Porque me deixaste sozinha nesse mundo?
Porque não me levou junto a ti,
Pra nas trevas vivermos o nosso amor?
Por que?Sempre Por que...

Ontem fui ao seu encontro,
Encontrei almas decaidas e pessoas sofrendo
Seu tumulo enchi de flores vermelhas,
Deitei ao seu lado, e quando menos esperei
Lá estava eu, deitada ao seu lado

Meus pulsos cortados me levaram perto de ti,
Agora somos um, vivemos no mesmo lugar,
Mesmo mundo, e tenho certeza, que ninguém
Ira nos separar,pois se morri,foi pra ti mostrar o quanto
Te amo,e sei que também me amas,
Pois você estava a minha espera,

Nossos corações ainda batem,
Nossos sentimentos são os mesmos
Por isso meu anjo, espero poder
Imortalizar nosso amor
Pois só assim poderemos viver
Na eternidade de nossos beijos!!

Só....



"Eu sou akele que fikou sozinho
cantando sobre os ossos do caminho
a poesia de tudo quanto é Morto"


(Augusto dos Anjos)

terça-feira, 7 de julho de 2009

VOCÊ ESTARÁ NO MEU CORAÇÃO PARA SEMPRE




Will You be There (tradução)
Michael Jackson

Composição: Michael Jackson

Me abrace
Como o Rio Jordão
E então eu lhe direi
Você é meu amigo

Leve-me
Como se você fosse meu irmão
Me ame como uma mãe
Você estará lá?

Quando cansado
Me diga se você vai me segurar
Quando errado você vai me dirigir
Quando perdido você vai me achar?

Mas eles me dizem
Um homem deve ter fé
E seguir mesmo quando não dá
Mas eu só um humano!

Todo mundo quer me controlar
Parece que o mundo
Tem um papel para mim
Estou tão confuso!
Você estará lá para mim
E se importar o suficiente para me suportar?

(Me abrace)
(Encoste sua cabeça devagar)
(Suave e corajosamente)
(Me leve até lá)

(Me guie)
(Me ame e me alimente)
(Me beije e me liberte)
(Me sentirei abençoado)

(Me leve)
(Me leve com coragem)
(Me levante devagar)
(Me leve até lá)

(Me salve)
(Me cure e me lave)
(Suavemente me diga)
(Eu estarei lá)

(Me levante)
(Me levante devagar)
(Me leve corajosamente)
(Me mostre que você se importa)

No nosso momento mais sombrio
No meu pior desespero
Você ainda vai se importar?
Você estará lá?
Nas minhas provações
E minhas tribulações
Pelas minhas dúvidas
E frustrações
Na minha violência
Na minha turbulência
Pelo meu medo
E minhas confissões
Na minha angústia e minha dor
Pela minha alegria e minha culpa
Na promessa de um
Outro amanhã
Nunca deixarei você partir
Pois você está no meu coração para sempre!!!

ADEUS MICHAEL †† 29/08/58 ♥♥ 25/06/09 ††




Michael Jackson: Morre o Homem, fica o Mito.(DIA DO ENTERRO HOJE)

A Terra do Nunca


Michael você está
E sempre estará
Vivo dentro de nós
Em nossas mentes
Em nossos corações
Eternamente vivo
Em suas canções

A terra do nunca
Vive em nós, em você
Vive em todo lugar
A terra do nunca
É o mundo de sonhos
Enquanto há tempo
Vamos sonhar
Vamos sonhar
Vamos sonhar


O Senhor precisou
De mais uma ESTRELA no céu
Por isso te chamou
Michael goodbay
Michael goodbay



I LOVE YOU MICHAEL!!!!!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

ROSAS NEGRAS



Mais um dia aqui fico
Sozinha no meu Jardim
Sem ti aqui comigo
A solidão não tem fim

Vi nascer mais rosas negras
E o meu anjo ainda não voltou
Feri o meu dedo num espinho
E sangrando aqui estou

São tão belas mas malditas
Estas rosas que aqui florescem
Alimentam-se do meu sangue
E as minhas cicatrizes crescem

O meu sangue é precioso
Para o alimento delas
Poderás até esquecer-me
Mas nunca mais vais esquece-las

Se ao entrares no portão
Não me vires mais aqui
Sabes que morri de amor por ti,
Que eu nunca mais vi…

VOU ESPERAR POR TI


Tenho tanto para dizer,
Mas não sei como falar.
Fecho os meus olhos,
Lembro-me de ti,
Queria tanto encontrar-te.
Mas estás tão longe,
E nem imaginas,
O que estou a viver,
Como estou a sofrer,
Por não te ter,
Ter que conviver,
Com a saudade e a solidão,
Tu partiste,
E levaste o meu coração.
Um céu sem estrelas,
Primavera sem flores,
Um sol sem calor.
É a minha vida,
Sem o teu amor.
Amo-te, Adoro-te, Quero-te,
Hoje e sempre te vou Amar,
Por isso sem medo,
Por ti vou esperar.

domingo, 5 de julho de 2009

DESEJO


Encontro.
Descobre o meu corpo e a fantasia inerte que nele habita.
Vem.
Fala tudo, conta segredos, perpetua minha alma.
Agradeço.
Em teu peito encontrei alento,
Teu beijo trouxe a paz e calmaria que queria.
Meu corpo reconheceu a génese da felicidade.
Teu calor acalenta o meu espírito.
A morbidez de antes já não existe.
Nem quero ser triste.
Esboço ensaios de sorriso,
Meus olhos já não são mais negros.
Entendo o porquê das flores,
Vivo por um desejo.

Medo.
Se acabar e fores embora,
O sentido vai contigo.
A escuridão volta a ser sombria e gelada.
O terror me toma.
Para quê respirar?
Teu rosto é a salvação dos meus dias.
Se fores, levarás contigo isso também.
Podes ver através dos meus olhos?
Podes sentir?
Meu espírito teme o tormento da tua partida,
Minha alma vive perturbada com essa dúvida.

Fica.
Sê a salvação permanente da minha vida.
Crê.
Profanei os santos pelo que sinto.
Sente.
Minha entrega é plena, é total.
Meu suicídio valeu a pena,
Sendo tua, tenho nova vida.
Aguardo.
Não tenho pressa pela tua decisão.
É o medo da tua calma que me angustia.

Fica.
Preparei meus braços para te aquecer.
Não viverás invernos comigo,
Aquecerei a tua alma.
Contigo visto branco, fico nua.
Despojei-me para te receber.
Contigo sou criança, sou adulta,
Sou mulher para tudo que defender.

Fica.
Bebe o sangue que te ofereço,
Aceitei a rosa que me deste.
Fica.
Comprometi minha eternidade a ti,
Se fizeres o mesmo,
Meu coração agradece.

SEMPRE TUA VAMPIRA


Caminhando na escuridão
Numa noite eu encontrei-te
Quando me deste a mão
No momento não acreditei

Pensei que ia vaguear
Para sempre sozinha no mundo
Mas surgis-te tu meu Anjo
E salvaste-me num segundo

Serei sempre a tua Vampira
Vivendo no teu Jardim Sombrio
A cada noite que passa
Diminuis o meu frio

Se o nosso amor é impossível
Só o tempo vai dizer
Mas prefiro matar-me
A ter que te perder

Se um dia tiveres que partir
E te afastares de mim
Com um raio de sol
Morrerei no teu Jardim.

DEIXE-ME AMAR-TE


Deixa-me amar-te nos meus silêncios
Na calmaria do teu coração que me acolhe
E de onde se desprendem meus sonhos
Em voos etéreos de plena liberdade

Deixa-me amar-te na minha solidão
Ainda que meus labirintos te confundam
E que teus fios generosos de compreensão
Emaranhem-se no tapete dos meus enigmas

Deixa-me amar-te sem qualquer explicação
Na ternura das tuas mãos que me sorriem
Escrevendo desejos em versos despidos
Na minha alva tez que te cobre e descobre

Deixa-me amar-te nos meus segredos
Para que desvendes o que também desconheço
A alma dos meus abismos, onde anoiteço
E os meus olhos adormecem embalados pelo mistério

Deixa-me amar-te nas tuas demoras, longas horas
Em que o meu corpo se veste de céu à tua espera
Enquanto as minhas mãos acendem estrelas
Para alumiar-te, ainda que ausente estejas...

PORTO DE ABRIGO



Nas palavras que dissemos,
Nas memórias como amamos,
Nos momentos que passamos,
No desejo que matamos,
No sonho que sonhamos…

Ficou o meu Amor…
Ainda ardente…
Em chama, sempre palpitante…

Nas saudades do teu corpo,
No aroma dos teus cabelos,
Na suavidade da tua pele,
No desejo de te ter,
No sabor da tua boca…

Ficou o meu ombro…
Teu porto de abrigo…
Ancoradouro das tuas lágrimas…

No meu sonho de te ter,
No meu desejo de te sentir,
Na minha paixão por te beijar…

Fica o calor da minha ternura…
Por ti…
Voa, comigo, agora…
Nas minhas Asas…

SOLIDÃO


Hoje a solidão tomou conta de mim
Então afogei-me num mar de tristeza
Hoje eu sei
Que estar sozinha é estar envolvida por todos
E não sentir ninguém ao meu lado
Hoje eu chorei
E ao chorar senti o meu corpo desmanchar-se em lágrimas.
Então ouvir no silêncio, uma história triste
Narrativa de páginas negras, escrita com meu sangue
Hoje eu vi a escuridão diante dos meus olhos
E sentir as dores do mundo por seus espinhos
Espinhos que cortam minha carne sem piedade
Hoje meu coração bate acelerado
Minha respiração é ofegante
Sinto meu sangue borbulhar
Hoje meus pensamentos sangram o nada
Meus músculos estão inoperantes
Minhas palavras não existem
Hoje a solidão perfurou meu coração
E nele deixou a dor e o sofrimento
Hoje a solidão tomou conta de mim
Então eu chorei.

A PAIXÃO DE UM ANJO



Na imensidão das minhas asas,
Que me fazem voar sem limites,
Pairar pela eterna busca…
Na desenfreada procura do teu Amor.

Pelo teu corpo de cetim negro…
Que contemplo e protejo.
Ensejo o desejo de percorre-lo,
Com as minhas mãos,
Inseguras no toque…
Tremulas de prazer…
Mas Firmes e determinadas,
No querer…

No teu corpo de ceda Negra…
Que beijo e mordo,
Que salivo e percorro…
Com a minha boca,
Ingiro o teu cheiro…
Devoro o teu desejo…
Seguro o teu estremecer…
De Prazer…

E voo neste teu mundo de trevas
Convicto de certezas…
Da minha Paixão…
Navego num mar de sonho,
De um dia voltares comigo,
Ao meu sétimo céu…
No fundir da tua alma negra.
Com a minha Aura branca…

PARABÉNS FRID-MEU ANJO






O nosso Blog está em festa,pois amanhã dia 6 de julho de 2009 comemora-se o dia do niver do dono desse Blog Frid-Anjo Anarkista e eu Lady Gótica quero deixar minha singela homenagem a essa pessoa que foi,é e será sempre importante e especial em minha vida:

O maior significado de um aniversário de uma pessoa
que mora em nosso coração.
É dizer obrigada por existir em minha vida,
por ser essa pessoa maravilhosa e sensivel.

Sei que palavras não traduzem sentimentos,
Mas sei que palavras representam o que queremos expressar.

Que você meu anjo consiga realizar todos os seus sonhos e desejos
pois você mereçe ser feliz e fazer outros felizes,
só com sua maravilhosa presença.

Que a vida lhe seja longa e que este meu “muito obrigado” seja a frase
Que fará com que você sempre lembre de mim.

A falta de sua presença se faz sentida
A vida não é mais tão colorida…
Impossível ignorar a saudade que tomou conta de seu lugar.
Mais esteja onde você estiver quero que saiba que você marcou minha
vida pra sempre!!Te Amo!!

Feliz aniversário, e seja muito, muito feliz meu Anjo!!

sábado, 4 de julho de 2009

SONHO


Olhos fechados
Vejo-te comigo
Sonho acordado
Um sonho antigo

Em meu sonho, sempre
Você é um anjo, tão lindo
Quero-te para sempre
Espero sua vinda

O céu é tão distante
Porém sei que um dia te conhecerei
Quero ser seu amante
Se for preciso, por toda vida esperarei

Uma vida sem sentido
Enquanto estiver longe de ti
Uma vida sem sentido
Quero somente a ti

Mas, meu anjo, espere
Um dia terei-te ao meu lado
Por favor, meu anjo, me espere
Sem você não estarei conformado

Do sonho eu acordo
Já não estas aqui
Logo me recordo
Estou longe de ti.

MADRUGADA


O sangue percorre meu corpo
Um silêncio percorre os segundos
Não sinto meus pés no chão
Sinto é um vazio imenso na alma
Uma extrema calma
Eu quero chorar e gritar
Eu quero é sumir
E caminhar na escuridão
Com o coração quebrado e sangrando
Rasgando de solidão

SENTIMENTO INTERROMPIDO



Na escuridão da noite eu ainda ouço a sua voz chamar por mim.Mas não é real. É apenas o meu vicio de você,tentando enganar a mim mesma;me iludir que você esta aqui e me fazer sentir teus olhos me vigiarem,me zelarem.

Cansei!Você se foi e jamais voltará.Saiu da minha vida!

É tão doloroso pois tenho tanta coisa que queria te dizer e sinto que irei explodir se não por tudo pra fora.Mas você não está aquí.

Ouço seus susurros mas você não consegue me ouvir nem gritar.

Onde esta minha Princesa das Trevas??





Minha Procura
Ao por do sol a brisa fria e úmida toca me rosto saio do meu jazigo
A procura de companhia ou algo mais?
Princesa das trevas!!!
Não mocinhas não quero qualquer uma,
Quero aquela de olhos tristonhos...
que caminha sozinha
Ela tem desejos escondidos, tem fantasias
Princesa das trevas!!
Lábios virgens intocáveis um perfume doce
Um desejo entérico
Um gosto de vinho
um toque inocente
Ao por do sol a brisa fria e úmida tocará seu corpo nu sairemos pela noite
Princesa das trevas!!
Beberemos vinho
Beberei sua inocência e seremos livres
Venha esta é a nosso canção
Este é o nosso mundo...
escuro e sombrio...
triste e melancólico
Somos dá noite como parte dela,
não mais temeremos nada...
Serás minha!!!
você precisa de mim,
tenho a vida e a morte
Princesa das trevas!!
Você e eu, como um só corpo, um só desejo
Então ao por do sol
Neste noite a luz da lua banhara nossos corpos nus
Mais desta vez eu sairei pela noite!
A procura de uma nova companhia...

Filho das trevas


Ele sai à meia-noite!
Se esvai na treva nascente...Tragado
Pela escuridão decadente....
Ao longe...
um uivo de lamento...
Em negras brumas se converte o firmamento...
Ocultando, das estrelas...
a vigília dormente...
Só da lua , o resquício opaco prevalece...
A epiderme nua...
com o frio estremece...
Cai...despenca a noite, sobre ele...seu negro manto...
Anestesia o medo...afinal...ele é seu filho...
Um filho acolhido pelo manto da mãe...
Apaga a dor...
Despreza a existência...
Só da luz a reminiscência...
Dos céus nem mais roga a clemência...
Da solidão...morte...vazio...destruição...
O alívio...no sepulcro iminente que busca...
Busca...além...Além da dor , além do desespero...
Nessa trincheira sem armas ...
Nessa batalha de si mesmo...
Continua...
corre a esmo...
Vencido pelas trevas...
Engolido no abismo infinito...
A transmutação se processa...
Se cumpre a maldita promessa...
Nasce o servo das trevas,
No cântico que o vento professa...

Luz Sombria de Meu espelho




Gosto de ti,
se me procuras à noite
Quando estou só, não ouço a voz, não vejo as cores
Posso sentir, sua presença em minha alma,
Se vens até mim, e a vejo num espelho d'água
Não posso tocá-la, por que está além dos olhos meus
Na madrugada somos três... a tristeza, a solidão e eu...
Se estás aqui, e adormeço em teus acalantos,
Não temo o Sol, não temo a luz nem seus quebrantes
Se tu me acolhes, já me inundo de desejos
Oh! Fada nua...
Oh! Luz sombria do meu espelho
Quem dera...
Se fosses a rosa branca dos meus vícios
A fumaça nos pulmões...
o escudo, a espada e o espírito...

Até os anjos encontram a morte



Quero deixar-me
Estou a ponto de ir-me
Pois a vida, há muito
escapou para fora de meu corpoTantos desejos,
todos perdidos
Tantos sonhos, muitos destruídos
Em meu pequeno mundo
Grandes mágoas, um enorme sofrer
Poucas esperanças a perder
Ferida foi a doce alma
Obscurecendo a manhã,
antes alva
Com tanto ódio, tanta dor
E muito desprezo morreu o amor
Tão padecidas, tão machucadas
De mim as asas foram arrancadas
Não quero mais vagar a procurar
Há de chegar, a hora hei de encontrar
De romper este tenebroso martírio
Que arruína-me como um cruel sacrifício
E agora, morrer não parece o fim
Agora, um eterno descanso não seria ruim
Para este exausto corpo, um desespero
Para um mórbido coração, um inesperado desfecho
Estou a ponto de ir-me
Quero deixar-me
Mesmo que seja uma forma terrível
Para aliviar-me desta sorte horrível
Até os anjos encontram a morte

MEMÓRIAS DE UM BEIJO


Na tua boca, o meu beijo
É simples e delicado,
É tímido e desajeitado,
Mas ardente e salivado,
Quente e prolongado,
E sempre muito apaixonado...

Nos teus lábios de romã,
De sabor a fruta silvestre,
Toco-lhes com os meus,
Muito lentamente,
Mordisco-os suavemente,
Com Paixão...
Procuro no interior da tua boca,
A doce suavidade da tua língua,
Para se enlaçar com a minha...
Sentindo no paladar,
Um fervor no desejo...
E um renascer do atrevimento...

E gosto de ficar assim...
Contornando os teus beijos,
Acariciando os teus doces lábios,
Com delicados húmidos beijos
Que me levam para o teu mundo,
Contemplando a magia e a beleza,
Do teu ser interior…
Perco a noção do tempo,
Abraçado a ti, assim…
Beijando, sugando e mordiscando,
Os teus lábios, a tua boca…
Com suave ternura…
Incendiado pelo desejo…

Agora, só me lembro…
Das saudades já que tenho,
Deste beijo que nunca te dei,
Deste beijo que te quero dar...
Agora!!!...

TRISTEZA


Eu amo a noite com seu manto escuro,
De tristes goivos coroada a fronte,
Amo a neblina que pairando ondeia,
Sobre o fastígio de elevado monte.

Amo as plantas, que na tumba crescem,
De errante brisa o funeral cicio:
Porque minha alma, como a sombra, é triste,
Porque meu seio é de ilusões vazio.

Amo a desoras sob um céu de chumbo,
No cemitério de sombria serra,
O fogo-fátuo que a tremer doideja,
Das sepulturas na revolta terra.

Amo ao silêncio do ervaçal partido,
De ave noturna o funerário pio,
Porque minha alma, como a noite, é triste,
Porque meu seio é de ilusões vazio.

Amo do templo, nas soberbas naves,
De tristes salmos o troar profundo.

Amo a torrente que na rocha espuma,
E vai do abismo repousar no fundo.

Amo a tormenta, o perpassar dos ventos,
A voz da morte no fatal parcel,
Porque minha alma só traduz tristeza,
Porque meu seio se abrevou de fel.

Amo o corisco que deixando a nuvem,
O cedro parte da montanha, erguido.

Amo o sino, que por morto soa,
O triste dobre na amplidão perdido.

Amo na vida de miséria e lodo,
Das desventuras o maldito seio,
Porque minha alma se manchou de escárnios,
Porque meu seio se cobriu de gelo.

Amo o furor do vendaval que ruge,
Das asas negras sacudindo o estrago.

Amo as metralhas, o vulcão de fumo,
De corvo as tribos em sangrento lago.

Amo o nauta, o doloroso grito,
Em frágil prancha sobre mar de horrores,
Porque meu seio se tornou de pedra,
Porque minha alma descorou de dores.

Amo o céu de anil, a viração fagueira,
O lago azul que os passarinhos beijam,
O pobre pastor no vale,

As chorosas flores que ao anoitecer vicejam,
A Paz, o Amor, a Quietação e o Riso,
Ao meu olhar não têm mais encanto,
Porque minha alma se despiu de crenças,
E do sarcasmo se embuçou no manto.

Amo-te a Ti,
Mas já te perdi...

SALTO


Saltar no escuro,
mergulhar no vazio,
sem pensar,
sem medir,
actos,
consequências,
dar um passo,
deixarmo-nos cair ,
nos braços do destino,
sem medos,
nem duvidas,
apenas a certeza de querer
dar o salto
e não temer,
apenas viver o momento,
deixar acontecer,
não pensar no amanhã,
no que vai acontecer,
apenas saltar,
apenas viver,
o instante,
em que seremos um só.

MEU ANJO CAÍDO


Anjo caído
Alma perdida
Coração de pedra
Morto e sem vida
Sem sentimentos
Sem compaixão
Assim é meu anjo caído
Que agora vive na escuridão
Escondido entre túmulos
Lamentando
E chorando
A perda da luz
Em cemitérios ele vive
Ouço seus gritos de arrependimentos
De dor e lamentos
Sobre meu túmulo deixa cair lágrimas
Lágrimas de sangue
Saídas de seu negro coração
Coração que de tão sofrido se transformou
Alma que de pura,se tornou gélida
O frio já não o afeta
O calor já não aquece mais seu ser
Tudo perdeu a cor
Por culpa do maldito amor
E agora só restou a morbidez de seu rosto
Rosto pálido
Lábios negros
Somente embusca de paz.